A atual direção da SPCI tomou posse em Janeiro deste ano. Desde essa data que os elementos de enfermagem que a compõe têm reunido com frequência no sentido de alinhar estratégias e construir um percurso.
Ficou claro que vários temas relativos aos  serviços de Medicina Intensiva do nosso país necessitam da nossa atenção. Nesse sentido, de forma a conseguirmos contribuir para os processos de melhoria dos cuidados desses serviços pareceu-nos importante criar laços estreitos com a ordem dos enfermeiros e apresentar-lhe as nossas preocupações.
Construindo esse percurso delineamos os temas que gostaríamos de ver abordados, estratégias que propomos para os alterar e sugestões de atuação em estreita colaboração entre OE e a SPCI.

Feito o pedido de audição à OE fomos então recebidos no dia 21 de Março pela Sra. Bastonária, Vice-presidente, Presidente do Conselho de Enfermagem e Presidente da Secção Regional do Sul demonstrando com celeridade a vontade de nos receber.

Expusemos os assuntos que considerávamos pertinentes e prementes e com um sentido de missão conjunta chegamos a conclusões importantes.
Ficou clara a abertura de ambas as entidades em criar uma estreita colaboração no que às temáticas do doente critico, em serviços de medicina intensiva, diz respeito ficando desde já vários temas definidos e estruturados a desenvolver nos próximos meses.

Nomeadamente no que diz respeito a:
– Dotações seguras;
– Dotações de enfermeiros especialistas por SMI;
– Uniformização de documentos estruturantes relativos à integração de profissionais de enfermagem nos SMI e seleção e integração de coordenadores de equipas;
– Importância da abordagem da temática do doente crítico no percurso base da licenciatura em enfermagem;
– Reconhecimento pela OE dos cursos disponibilizados pela SPCI.

Entre outros assuntos abordados que se demonstraram pertinentes para ambas as entidades.

Este percurso nestes dois meses e alguns dias tem-se mostrado gratificante mas árduo, todos os elementos de enfermagem desta direção agradecem a confiança depositada pelos seus associados, esperamos corresponder às expectativas.

P’la Secção de Enfermagem
Maria Manuel Varela